FSF Convida Organizações Sem Fins Lucrativos Para Rejeitarem o Windows 7

http://www.theinquirer.net/inquirer/news/1557911/fsf-urges-profits-reject-windows

Software Livre é verde e melhor

Por Iain Thomson

Quinta-feira, 8 outubro, 2009, 09:07

A FREE SOFTWARE FOUNDATION (FSF) está escrevendo aos líderes de 500 das mais influentes organizações não-governamentais (ONGs) de todo o mundo para exortá-los a rejeitar o Windows 7.

As cartas vão delinear as sete áreas em que a FSF diz que Microsoft e o mercado de software comercial estão prejudicando: invadindo a privacidade, contaminando a educação, bloqueando usuários, abusando de padrões, reforçando uma conduta monopolizadora, impondo o Digital Restrictions Management (DRM)¹ , e ameaçando a segurança do usuário.

A dependência das organizações que trabalham por tranformações e avanços sociais, de software pertencente e controlado exclusivamente pela Microsoft, está levando a sociedade a uma época de restrições digitais, ameaçando e limitando as nossas liberdades ”, disse o diretor executivo da FSF Peter Brown.

O software livre, por outro lado, trata-se de liberdade, não de preço, e é projetado para lhe dar a possibilidade de estudar e melhorar o software para suas próprias necessidades. Hoje, estamos pedindo a líderes dos setores sem fins lucrativos para mudar o sistema operacional de seus desktops e toda a infraestrutura de TI existente para o software livre GNU / Linux”.

A atitude é uma intensificação da campanha da FSF para coincidir com o lançamento do Windows 7 e sucede a uma carta anterior enviada a 499 executivos chefes da Fortune 500 Empresas (a FSF decidiu não enviar uma para a Microsoft ).

Instituições beneficentes, ONGs e outras organizações sem fins lucrativos que escolhem o software proprietário estão empreendendo uma política pública ruim, muitas vezes por desinformação ou uma incapacidade de ver suas escolhas tecnológicas conectadas às suas missões sociais”, disse o gerente de campanhas da FSF Matt Lee.

” Esperamos alertar os tomadores de decisões para a contribuição positiva que podem dar à sociedade, migrando suas organizações para software livre.Espero que estes grupos façam políticas públicas de compromisso com a liberdade e se juntem a uma lista crescente de organizações que entendem que desperdiçar dinheiro e tempo com software proprietário é incompatível com os valores fundamentais da liberdade e do progresso.”

¹ Termo genérico referente a tecnologias de controle de acesso que podem ser utilizadas pelos fabricantes de hardware, editores, detentores de direitos autorais e pessoas a fim de tentar impor restrições ao uso de dispositivos e conteúdos digitais

Traduzido de: http://en.wikipedia.org/wiki/Digital_Restrictions_Management

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: