Qual é a Cara do Ladrão ?

27/11/2009

QUAL É A CARA DO LADRÃO ?

Qual é a cara do ladrão
Quem é que vai saber?
Será o moleque de calção
Ou o engravatado no poder

Eu prefiro confiar(ô)
Só no amor de Deus
Pois o que o dinheiro não me dá (oo iaia)
Ele já me deu

Não venha dizer que não
Essa é a minha certeza
Eu não caio na ilusão
Agradeço a comida sobre a mesa

Onde está seu coração
Esta também sua riqueza
Não caia na ilusão
Agradeça a comida sobre a mesa

REFRÃO

Há quem não saiba dividir o pão
Cresce o olho no que é do irmão
Pobre de quem tá vivendo da corrupção
Não importa se esse mora na favela ou na mansão (2x)


Remédios Antidepressivos submetem as pessoas a uma “Situação Induzida por Drogas”

24/11/2009

David Gutierrez
Natural News
Segunda, 23 de novembro de 2009

Ao contrário da idéia promovida pelas indústrias de medicamentos e psquiátrica, remédios psiquiátricos não funcionam corrigindo um desequilíbrio químico no cérebro, escreveu recentemente Joanna Moncrieff, do Colégio Universitário de Londres,em um artigo de opinião para a BBC. Em vez disso, esses remédios unicamente colocam as pessoas em uma ” situação induzida por drogas  ” o que torna mais difícil para elas sentirem os sintomas da sua doença.

” Revistas, jornais, organizações de pacientes e sites da Internet, todos tem divulgado a idéia de que condições como depressão, ansiedade, esquizofrenia e transtorno bipolar podem ser tratadas com drogas que ajudam a corrigir um problema subjacente do cérebro … como um diabético que precisa tomar insulina, ” escreve Moncrieff.  ” O problema é que há pouca justificativa para essa visão.”

Moncrieff observa que antes da década de 1950, funcionários da saúde mental em grande parte consideravam antidepressivos como drogas psicoativas, essencialmente sedativas, que aliviavam os sintomas da depressão sem tratar a causa principal – tanto quanto os remédios sem prescrição podem deter uma coriza, sem afetar o vírus do resfriado. Este ponto de vista foi finalmente substituída pela idéia de que depressão, esquizofrenia, ansiedade e outras condições de saúde mental resultam de desequilíbrios químicos no cérebro, os quais podem ser corrigidos pela ” pílula mágica¹ ” adequada.

” No entanto, essa transformação não foi baseada em nenhuma prova convincente “, diz ela.

Moncrieff defende a antiga visão de que ” as drogas usadas na psiquiatria são drogas psicoativas, como álcool e maconha. Elas afetam a todos, independentemente de possuírem ou não um transtorno mental. ”

Antipsicóticos, observa ela, mudam as emoções e pensamentos das pessoas, o que pode reduzir os efeitos da psicose como um efeito colateral. Remédios anti-ansiedade são calmantes do sistema nervoso central, como o álcool.

” Se você disser as pessoas que nós não temos nenhuma idéia do que está acontecendo em seus cérebros, mas que elas poderiam tomar um remédio que faria com que se sentissem diferentes e poderia ajudar a reprimir seus pensamentos e sentimentos, então muitas pessoas poderiam optar por evitar tomar remédios, se pudessem “, escreve ela. ” As pessoas precisam fazer sua própria cabeça. “ 

¹ No original magic bullet ( bala mágica ).Optei por usar a palavra pílula para uma melhor compreensão, já que bala nos faz lembrar mais de armas do que comprimidos.


Afroamericanos criticam Obama na Casa Branca

17/11/2009

 http://rawstory.com/news/afp/African_Americans_slam_Obama_in_Whi_11072009.html

Condenando Barack Obama como “poder branco em rosto negro”, centenas de afroamericanos marcharam para a Casa Branca no Sábado, para protestar contra as políticas do primeiro presidente negro dos EUA, e pedir que ele traga as tropas americanas para casa.

Mais de 200 pessoas se reuniram para a primeira demonstração pública de afroamericanos contra o governo de Obama desde a sua histórica posse em Janeiro,e criticaram o presidente por continuar o que eles descreveram como a agenda imperialista de Washington ao redor do mundo.

“Nós reconhecemos que Barack Hussein Obama é o poder branco em rosto negro”, gritou em um megafone o ativista de direitos civis Omali Yeshitela, presidente da coalizão Black is Back, que organizou o protesto, assim que o grupo marchou para fora dos portões da mansão.

“Ele é uma ferramenta de nossos inimigos imperialistas e exigimos nossa liberdade. E nós exigimos que Obama retire todas as tropas do Afeganistão já.”

Os manifestantes também apelaram a Obama para retirar as tropas do Iraque, abandonar o Africom, o controverso Comando Estados Unidos África, e exigiram ” mãos fora ” da Venezuela e o fim do embargo a Cuba e do bloqueio ao Zimbabue.

Vários manifestantes seguravam cartazes contendo mensagens como ” EUA fora do Afeganistão ” e ” Parem a guerra dos EUA contra o Iraque “.

Charles Baron, um vereador da cidade de Nova York e ex-membro dos Panteras Negras, um movimento Black Power, da década de 1960 e 1970, atacou o presidente por virar um ombro frio para a situação dos afroamericanos.

“Nós não estamos satisfeitos com ele, e …esse discurso de esperança e mudança não tem sido uma realidade para o povo negro”, disse Baron à AFP durante a demonstração.

Nós estamos contentes de que Barack Obama quebrou o monopólio masculino branco na Casa Branca, mas não estávamos procurando uma mudança no ocupante da Casa Branca de branco para negro, nós estávamos procurando por uma mudança nas política externa e interna “, acrescentou.

” Ter uma pessoa negra explorando-me exatamente como uma pessoa branca, não é um castigo mais fácil “

O grupo também estava clamando pela libertação do ex-Pantera Negra Mumia Abu-Jamal, que foi condenado em 1982, por matar um policial branco e sentenciado a pena de morte.

A Suprema Corte dos EUA confirmou a condenação de Abu-Jamal, em abril e rejeitou sua apelação por um novo julgamento.

Os negros americanos votaram esmagadoramente no democrata Obama na eleição do ano passado, quando ele derrotou o senador republicano John McCain.

Cerca de 13 por cento dos cidadãos dos EUA são afro-americanos.


Pentágono: 1/3 da Juventude Americana é Gorda ou Doente Para Servir ao Exército, a Maioria Restante é Muito Estúpida ou Usou Drogas Demais

09/11/2009

 cryptogon.com
Quinta-Feira, 5 de novembro de 2009

Oh, bem, eles não estão tão gordos e doentes para irem para as prisões particulares.E isto certamente resultará em ainda mais financiamentos para os robôs exterminadores. Boa notícia para os criminosos que comandam o espetáculo.

Via: USA TODAY:

Mais de um terço dos jovens americanos em idade militar estão inaptos para o serviço, principalmente porque estão muito gordos ou doentes,reporta o Army Times, citando os últimos dados do Pentágono.

A maioria restante é muito estúpida ou usou drogas demais para se qualificar, indica o estudo.

O relatório diz que 35% dos 31 milhões de americanos entre 17 e 24 estão inaptos por causa de problemas físicos e médicos.

“O principal componente disso é a obesidade”, Curt Gilroy, diretor do Pentágono de adesões, diz ao Times.”Temos uma crise de obesidade no país. Não há dúvidas sobre isso. ”

Ele também disse que os jovens, em geral, não conseguem fazer flexões.

“E eles não conseguem fazer polichinelos”, disse Gilroy.” E eles não conseguem correr.”

O Times diz que o Pentágono obtém seus dados do Centro de Controle de Doenças, que constatou que a percentagem de jovens entre 18-34 que são considerados obesos saltou de 6% em 1987 para 23% recentemente.

Aqui está a seleção do Pentágono da população inaceitável, de acordo com o Times:

* Problemas físicos/médicos, 35%.
* Uso de drogas ilegais, 18%.
* Categoria Mental V (10% mais pobres da população), 9%.
* Muitos dependentes menores de 18 anos, 6%.
* Registro criminal, 5%.

Atualizado às 13:06. O Times relata que o Secretário de Educação Arne Duncan e um grupo de oficiais militares aposentados irão emitir um relatório na Quinta avisando que a situação é tão terrível que trata-se de uma ameaça à segurança nacional.

Esse estudo mostrará que, quando todos os fatores são considerados, 75% dos jovens em idade militar, não estão aptos para servir ao exército.