A Implantação do Estado Policial no Rio de Janeiro IX

30/11/2010

Quais as verdadeiras razões da Ocupação das Favelas ?

Parte 8 –  Objetivo das UPPs Desmascarado

Rorschachbr
PlanetaPrisão
Quinta, 30 de Novembro de 2010

1- Leiam o texto

2- Assistam os vídeos

3- Tirem suas próprias conclusões…

Pesquisa mostra que paramilitares dominam mais favelas que a principal facção do tráfico

 

4- Quem quiser pode cantar o Refrão:

ÔÔÔÔÔ ESTAMOS JUUUNNNTOS !!!!


A Verdade Que Incomoda

19/11/2010

Rorschachbr
PlanetaPrisão
Sexta,19 de Novembro de 2010

Nunca tinha ouvido falar de Luís Carlos Prates até esta semana. Mas ao assistir esse vídeo sendo criticado na TV Record fiquei perplexo. Ele conseguiu em poucas palavras demonstrar o quanto é manipulada a nossa população assim como é irresponsável e mal intencionado o nosso governo. E acreditem, isso incomodou muita gente. O tema era o aumento de acidentes de trânsito nas estradas durante os feriados. A partir daí Prates faz um retrato da maioria dos brasileiros. Primeiro fala sobre o fato das pessoas saírem desatinadas e apressadas sem razão. E não é verdade? Quantos acidentes são causados pela pressa, que faz com que nos tornemos descuidados, seja cometendo imprudências ao dirigir ou negligenciando a manutenção do veículo? Talvez a maioria. Em seguida comenta sobre a grande quantidade de carros na BR-101 durante o feriado. Então vem a bomba! Prates detona sem firulas o comportamento de uma sociedade que quanto mais é oprimida, mais arrogante torna-se:

Hoje qualquer miserável tem um carro. O sujeito jamais leu um livro, mora apertado numa gaiola, que hoje chamam de apartamento, não tem nenhuma qualidade de vida mas tem um carro na garagem”.

Sim Prates, você está certo. Aqui na Zona Sul do Rio de Janeiro não faltam pessoas como as que você descreveu. Vivendo em apertamentos, na maioria das vezes alugados, sendo leitores de um lixo chamado Meia Hora, que dizem ser jornal, e ainda por cima arrogantes por possuírem um automóvel, roupas “de marca” e frequentarem os “lugares da moda“. Acreditem, existem pessoas que passam dificuldades mas arrotam: “não saio da Zona Sul por nada“. Mas a realidade uma hora é inevitável, então já que ficou difícil, eles sobem para o morro, afinal de contas está “pacificado“. O importante é ficar na Zona Sul, nem que seja de barriga vazia. Mas pelo menos “eu tenho carro…“.

Prates continua enumerando várias causas : estultícia, casais que não se suportam, frustrações, motoristas irresponsáveis, a falta do que fazer das pessoas que param o carro para ver um acidente atrapalhando o trânsito e colocando a própria vida e a de outros em risco, popularização do automóvel. Então, vem o golpe de misericórdia, o que realmente deve ter incomodado a muitos:

” …, resultado deste governo espúrio que popularizou pelo crédito fácil o carro para quem nunca tinha lido um livro. É isso! “

Sim Prates, você está mais uma vez certíssimo. Temos um governo de mentira, que está iludindo uma população de ignorantes, muitos com diploma, induzindo-os a contrairem dívidas que não conseguirão quitar apenas para realizar um breve sonho de consumo, que mais tarde pode virar um pesadelo enquanto que a qualidade de vida e da educação pioram a cada dia. No IDH ( Índice de Desenvolvimento Humano ) de 2010 o Brasil ficou atrás de “potências” como Panamá, Trinidad e Tobago, Costa Rica e Peru. Já na lista das 100 melhores universidades do mundo nenhuma do Brasil. Uma falsa prosperidade propagada por um governo mentiroso com a cumplicidade de uma imprensa covarde. É ISSO !!!



A Implantação do Estado Policial no Rio de Janeiro VIII

11/11/2010

Quais as verdadeiras razões da Ocupação das Favelas ?

Parte 7 – A Imprensa (Independente) Contra Ataca

Rorschachbr
PlanetaPrisão
Quinta, 11 de novembro de 2010

Quando publiquei o 1º post sobre a ocupação militar das favelas, chamada de pacificação, há quase um ano atrás duvido que alguém tivesse levado a sério. Denunciei que o objetivo das UPPs era conter o avanço da epidemia de Crack na Zona Sul e não prender criminosos, armas ou drogas. O governador avisava e continua avisando a bandidagem: Corra que a polícia vem aí… Resultado: o crime explodiu nas Zonas Norte, Oeste, na Baixada, Niterói…

Eu imaginava que a Zona Sul seria poupada, mas os arrastões diários provaram que desta vez infelizmente eu errei. A imprensa, covarde e submissa, tentou de todas as maneiras minimizar o fracasso da política de (in)segurança do governo Cabral principalmente antes das eleições. Só se falava do “sucesso” das UPPs. Bem, deu certo. Cabral ganhou no 1º turno. Um dos poucos jornalistas que denunciou sem medo o governo de araque do Rio de Janeiro foi o Ricardo Gama. É claro que ele não faz parte das grandes empresas de comunicação, seu trabalho é independente, mas foi crescendo e hoje posso recomendar para todos que querem saber como é a real situação do Rio acompanhem esse blog.

Taí o exemplo para muitos que se dizem “jornalistas”.