O Plano de Israel Para Destruir a Infra-Estrutura Civil do Irã

http://www.infowars.com/israels-plan-to-destroy-irans-civilian-infrastructure/

Kurt Nimmo
Infowars.com
18 nov 2011

Israel planeja não atacar apenas o incipiente programa nuclear do Irã, mas também a sua infra-estrutura civil.

Eli Lake , escrevendo para o The Daily Beast, menciona que antigos e atuais oficiais da inteligência dos EUA dizem que a lista de alvos de Israel no Irã abrange a rede elétrica, a internet, a rede de telefonia celular e as freqüências de emergência para bombeiros e policiais. 

O incipiente programa nuclear do Irã não é a verdadeira razão para Israel atacar

Dizem os oficiais que Israel desenvolveu uma arma que simula um sinal de manutenção para celulares ordenando as redes de telefonia celular “ descansarem ” e interromperem as transmissões. Ela também possui bloqueadores eletrônicos que podem interromper as freqüências de emergência para os serviçoes de primeiros socorros e da polícia.

As instalações elétricas civis do Irã estão conectadas à internet e vulneráveis a um ataque virtual por vírus de computador comoo Stuxnet, uma versão sofisticada de malware desenvolvida pelos americanos e israelenses . Um oficial aposentado da inteligência militar disse ao Daily Beast que os israelenses também têm a capacidade de lançar um ataque de negação de serviço¹ no centro de comando e controle do Irã, que está conectado à Internet.

Os israelenses provavelmente utilizarão um drone não-tripulado conhecido como Eitan para desferir um golpe na infra-estrutura civil do Irã. O Eitan pode voar por 20 horas seguidas e transportar uma carga útil de uma tonelada. Outra versão do drone pode contudo, voar por até 45 horas seguidas segundo oficiais dos EUA e de Israel, informa o Daily Beast. O Eitan é parte da unidade especial eletrônica da força aérea de Israel conhecida como os Sky Crows, que se concentra na guerra eletrônica.

A existência de um programa concebido para incapacitar a infra-estrutura civil essencial, sem relacão com o programa nuclear do Irã, revela que o plano Israel-EUA é retroceder a situação do país à idade da pedra da mesma forma como o Iraque foi lançado em 2003.

À partir de 1991 com Bush Pai e sua invasão ilegal, a população civil iraquiana e suas infra-estruturasforam intencionalmente alvejadas pelas forças armadas dos EUA. O bombardeio feroz teve um “ impacto próximo ao apocalipse ” no Iraque e tinha transformado o país, que “ até Janeiro era uma sociedade altamente urbanizada e mecanizada ”, em uma “ nação da era pré-industrial ”escreve o autor William Blum , citando observações das Nações Unidas.

O bombardeio de cidades iraquianas não serviu a propósitos militares mas foi planejado para destruir a infra-estrutura civil. Os jogos de guerra de Julho de 1990 na Carolina do Sultreinaram pilotos para bombardear alvos civis e as declarações do Pentágono sobre os planos para bombardear alvos civis em Agosto e Setembro de 1990 são a prova de que esses alvos foram estabelecidos bem antes de 15 janeiro de 1991 “, escreve David Model em seu livro Lying for Empire: How to Commit War Crimes With A Straight Face.²

Elementos críticos da infra-estrutura civil foram destruídos, incluindo sistemas de comunicação, refinarias de petróleo, geradores de energia elétrica, instalações de tratamento de água, barragens e centros de transporte ”, prossegue Model. “Mais de 90 por cento da capacidade elétrica do Iraque foi destruída nos primeiros dias de bombardeio. ”

O fornecimento de água do Iraque foi especialmente atingido e resultou na morte de centenas de milhares de crianças iraquianas. A capacidade do Iraque de produzir alimentos também foi destruída por ataques a agricultura e aos sistemas deprocessamento, armazenamento e distribuição de alimentos. Metade da produção agrícola do Iraque dependia de sistemas de irrigação que também foram destruídos.

Além de centenas de hospitais, postos de saúde, mesquitas e escolas, o Pentágono de Bush bombardeou cidades densamente povoadas, matando milhares. O tráfego civil rodoviário foi alvejado e veículos como ônibus e carros foram bombardeados repetidamente.

Após a devastação do Iraque as Nações Unidas impuseram sanções draconianasao país, que resultaram na morte de mais de um milhão, incluindo mais de 500.000 crianças . Quando isso falhou para derrubar o ditador do Iraque Saddam Hussein (um ex-aliado da CIA), o filho de Bush lançou outra invasão ao país em 2003. Como resultado, mais de um milhão de pessoas morreram.

Israel e os Estados Unidos planejam fazer o mesmo com o Irã, usando seu programa nuclear como desculpa, da mesma maneira que Bush e os neocons usaram as supostas armas de destruição em massa de Saddam como um pretexto para demolir o país.

Antes da invasão de Bush Pai, o Iraque era um país industrializado com uma moderna infra-estrutura de água e eletricidade disponíveis para todo o país. Após a primeira invasão e a imposição de sanções medievais, o país estava no mesmo nível dos estados fracassados da África.

O Irã, apesar de seu incipiente programa nuclear, não ameaça a Israel ou os Estados Unidos³. O problema, conforme os banqueiros internacionais e os globalistas, é que o Irã não é um estado escravo mergulhado na pobreza e na miséria como muitos de seus vizinhos. Não recebe ordens de Wall Street e da Cidade de Londres.

Até mesmo o FMI é obrigado a notar que a economia do Irã cresceu 3,2 por cento este ano apoiada por uma maior produção agrícola e os altos preços do petróleo. O Irã não está em dívida com os banqueiros e se recusa a ajoelhar diante dinsaciável avanço hegemônico de Israel, por isso tem que ser reduzido a escombros.

                                              ********************************************************************

¹ Do termo original denial of service, ou apenas a sigla DOS.

² Mentindo pelo Império: Como Cometer Crimes de Guerra Com Uma Cara Séria, não foi encontrado informações sobre edição em português.

³ O autor diz uma verdade parcial. Existe um clima de tensão entre os dois lados com os russos e americanos também defendendo seus interesses na região.

2 respostas para O Plano de Israel Para Destruir a Infra-Estrutura Civil do Irã

  1. André disse:

    Amigo, vc pode entender muito de política, de guerra, e outros assuntos, mas pelo visto não deve entender nada de religião. Esta é uma guerra religiosa, e está escrito no livro sagrado deles que os judeus devem ser eliminados. Entendeu? Vc acha que Israel vai ficar esperando? Vc ficaria?

    • rorschachbr disse:

      Calma sr. André, eu nem entendo muito de vários assuntos aqui abordados.
      Veja bem, esse artigo é uma tradução. Então é o ponto de vista do autor original do texto. Eu sei que é uma guerra religiosa e que Israel não pode marcar bobeira para os inimigos.Procuro trazer notícias que não são muito abordadas pela imprensa nacional.
      Obrigado pelo comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: