Organização Mundial de Saúde enfrenta NOVOS pedidos para remover Tedros por ceder aos comunistas chineses em subestimar o surto de coronavírus

29/03/2020

Quinta, 26 de Março de 2020 porJD Heyes

https://www.naturalnews.com/2020-03-26-calls-to-sack-whos-tedros-for-caving-chinese-commies-coronavirus.html

Rorschabr
PlanetaPrisão
29 de Março de 2020

TedrosOMS

(Natural News) Alimentados pelo contínuo suporte do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, aos líderes chineses comunistas, inclusive ajudando a encobrir o desastroso surto de coronavírus de Wuhan, estão aumentando as solicitações à agência de saúde globalista para sua exoneração.

Conforme informado pelo Breitbart News, uma petição pedindo a demissão de Tedros e a inclusão de Taiwan como membro pleno na OMS alcançou mais de 500,000 assinaturas nesta Quinta, publicou o Taiwan News.

O jornal taiwanês publicou: 

Em 31 de Janeiro, um internauta chamado Osuka Yip iniciou uma petição intitulada “Pedido de exoneração de Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS” no Change.org, citando a recusa de Adhanom em 23 de janeiro em designar o coronavírus Wuhan (COVID -19) uma emergência de saúde global. O autor citou que ele tem sua parcela de culpa pelo número maior de casos de infectados, aumentados em dez vezes mais, de 800 para mais de 10.000, nos cinco dias seguintes.

Nós acreditamos fortemente que Tedros Adhanom Ghebreyesus não está apto para o cargo de Diretor Geral da OMS. Pedimos a renúncia imediata de Tedros Adhanom Ghebreyesus ”, diz a petição.

O documento aponta ainda que, apesar do suposto compromisso da agência internacional de saúde com a neutralidade política, é óbvio que Tedros estava fazendo o trabalho sujo para os comunistas chineses desde o início da pandemia viral.

Por exemplo, Tedros nunca contestou a taxa oficial de infecção por coronavírus da China de 81.226, ou o número de mortes ´confirmadas´ de 3.281 por vírus, apesar de vários relatórios terem constatado que as autoridades de saúde chinesas nas províncias subestimaram grosseiramente – e propositalmente – essa contagem. 

Ecomo informado pelo Natural News, os cúmplices da China na OMS, incluindo Tedros, atuaram substancialmente como propagandistas de Pequim repetindo a mentira de que o coronavírus não era tão ” contagioso “.

Enquanto isso, esse vírus ” não-contagioso ” infectou pelo menos meio milhão de pessoas em todo o mundo e matou mais de 24.000 até o momento.

Tedros como chefe de propaganda Chinês

Investigações preliminares conduzidas pelas autoridades chinesas não encontraram evidências claras da transmissão de humano para humano do novo #coronavírus (2019-nCoV) identificado em #Wuhan, #China”, twittou a OMS em meados de janeiro ”.

Obviamente, esse tweet depois ficou desacreditado.

Registre-se que, acrescenta o The Daily Caller, a mentira sobre as formas de transmissão não foi a única contada pelo regime comunista em Pequim. O governo informou que os primeiros casos do vírus foram registrados em meados de dezembro, mas depois fontes externas relataram que as autoridades de saúde chinesas estavam documentando e rastreando casos um mês antes, mas não relataram.

E tem mais.

O Taiwan News observou que o Ministério das Relações Exteriores do país alertou as autoridades da OMS sobre a capacidade de transmissão do vírus de humano para humano em 31 de dezembro, mas como o mundo trata Taiwan como uma província da China e não um país, ninguém ouviu. Cumplicidade com os comunistas faz parte da agenda.

” No entanto, a OMS não publicou as informações fornecidas em seu site e, em 8 de Janeiro, elogiou a identificação do vírus pela China sem recomendar nenhum procedimento específico para os viajantes”, observou o Taiwan News.

Além disso, Tedros atuou como chefe de propaganda de Pequim quando países como os Estados Unidos proibiram viagens para a China.

A China fez muitas coisas boas para desacelerar o vírus ”, disse ele no mês passado. “O mundo inteiro pode avaliar. Não é exagero”.

Ele insinuou que a proibição de viajar era “racista” e que sua implementação não apenas prejudicou a China economicamente, mas criou um “estigma”.

A propósito, quem acreditou nessa propaganda ? Essa é corrente da mídia americana, que é sempre rápida em apoiar regimes autoritários contra nosso presidente da ” América em primeiro lugar “.

De qualquer forma, Tedros provou repetidas vezes que o mundo não pode confiar em sua sinceridade quando se trata de expor a má conduta da China.

Fontes adicionais de informação:

NaturalNews.com

DailyCaller.com

Breitbart.com


Nova Iorque tornou-se a nova Wuhan: A Grande Maçã agora é o novo epicentro da pandemia global de coronavírus nos EUA

24/03/2020

Terça, 24 de Março de 2020 porJD Heyes

Rorschabr
PlanetaPrisão
24 de Março de 2020

(Natural News) De longe, a maioria dos casos do coronavírus Wuhan (COVID-19) na América tem acontecido nos estados ao longo das 2 costas, mas um deles – Nova Iorque – surge como o “epicentrodos EUA para a doença.

Conforme informado pela CNBC, a cidade de Nova Iorque agora responde por quase metade de todos os casos de coronavírus no país.

De acordo com a World Meters, que rastreia a disseminação do vírus nos EUA em tempo real, no momento em que escrevemos, há aproximadamente 25.000 casos de coronavírus no país; quase 12.000 deles em Nova York, onde foram diagnosticados nas últimas 24hs 3.247 novos casos.

Incluídos nesse total, informou a Financial News Network, estão 53 oficiais da polícia, segundo autoridades da cidade.

“Agora somos o epicentro dessa crise”, disse o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, a repórteres na Sexta, quando o número de casos confirmados era de apenas 5.200.

A CNBC acrescentou:
O prefeito disse que está avisando a população que a cidade ficará sem equipamentos de proteção para os profissionais da saúde em duas ou três semanas se os casos continuarem aumentando nesse ritmo.

“Se você sente medo, não está sozinho, se está ansioso, não está sozinho”, disse ele. “Os nova-iorquinos são muito fortes. Existem outros locais neste país que isto pode ser um grande abalo no sistema, mas aqui … somos pessoas resistentes por natureza.”

O prefeito ordenou aos nova-iorquinos para ficarem em casa na medida do possível, e que se precisarem sair devem ficar a um metro e meio de distância de outras pessoas. Ele também disse que, por enquanto, a cidade não permitirá eventos ou esportes em parques, embora as pessoas ainda possam utilizá-los.

Ao mesmo tempo o governador de Nova York, Andrew Cuomo, anunciou uma medida de contenção semelhante para todo o estado. Ele disse sexta-feira acreditar que os casos de coronavírus provavelmente atingirão seu pico em cerca de 45 dias, embora a CNBC não tenha informado qual o fundamento para essa estimativa.

Essa é a ação mais drástica que podemos tomar

Enquanto os casos disparam na cidade de Nova York, as autoridades de saúde estão se esforçando junto as agências governamentais estaduais e locais para encontrar as camas hospitalares extras e os suprimentos necessários. Cuomo disse que acredita que eventualmente haverá cerca de 110.000 pessoas hospitalizadas no pico do vírus, mas o estado tem apenas 53.000 leitos hospitalares. (Relacionado6 maneiras naturais para fortalecer o sistema imunológico durante o surto de coronavírus. (Não traduzido))

Em sua ordem, Cuomo instruiu empresas não essenciais a manter 100% de seus funcionários trabalhando em casa. Ele também impôs novas e rigorosas restrições aos residentes de Nova York que começam no domingo.

Quando falo sobre a ação mais drástica que podemos tomar, essa é a ação mais drástica que podemos tomar ”, disse Cuomo em uma entrevista coletiva em Albany. “ Esta não é a vida a qual estamos acostumados. Aceite isso. Compreenda e lide com isso. ”

No geral, de acordo com The Epoch Times, mais de 70 milhões de americanos foram ordenados a permanecer em casa sob várias restrições e declarações de emergência emitidas por governadores e prefeitos de todo o país.

Reconheço plenamente que, em alguns casos, estou escolhendo entre salvar a vida das pessoas e salvar seus meios de subsistência ”, disse o governador de Illinois JB Pritzker na Sexta, quando emitiu uma ordem para que os residentes permanecessem em casa o máximo possível. “ Mas, no final das contas, você não pode ter um meio de subsistência sem uma vida. ”

As ações foram elogiadas pelo Dr. Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID), durante uma conferência de imprensa em Washington.

Fomos bem sucedidos em fazer isso com a China e com a Europa. Agora temos os problemas nas fronteiras norte e sul ”afirmou.“ Há um motivo essencial à saúde pública para fazer isso, porque efetivamente não podemos impedir que as pessoas venham de uma área se não tiverem o acesso negado.

Fontes adicionais de informação:

TheEpochTimes.com

CNBC.com

NaturalNews.com


Médico israelense na Itália: não atendemos mais as pessoas acima de 60 anos

24/03/2020

Dr. Gai Peleg disse à televisão israelense que no norte da Itália as ordens são para que pessoas com mais de 60 anos não tenham acesso aos aparelhos de respiração.

https://www.jpost.com/International/Israeli-doctor-in-Italy-We-no-longer-help-those-over-60-621856

Jerusalém Post 23 de Março de 2020 18:56hs

Médico atendendo na unidade de terapia intensiva (UTI) do hospital Jinyintan em Wuhan, epicentro do novo surto de coronavírus. Foto: REUTERS

Rorschabr
PlanetaPrisão
24 de Março de 2020

A Itália já teve mais mortes relacionadas ao coronavírus do que a China, com 4.825 confirmadas e 5.000 infectados nas últimas 24 horas, informou o Canal 12 no Domingo.

O médico israelense Gai Peleg, atualmente trabalhando para salvar vidas em Parma, na Itália, disse ao Canal 12 que as coisas estão piorando à medida que o número de pacientes aumenta.

Como seu departamento recebe pacientes com coronavírus que estão em estado terminal, o foco é permitir que os pacientes encontrem seus entes queridos e se comuniquem com eles durante seus últimos momentos, apesar das regras de quarentena. Outros relatórios afirmam que, à medida que o número de mortos aumenta, algumas famílias se vêem incapazes de garantir um enterro adequado para seus entes queridos.

Peleg disse que, pelo que vê e ouve no hospital, as instruções são para não permitir acesso aos aparelhos de respiração artificial a pacientes com mais de 60 anos, visto que são em um número limitado.

Atualmente, Israel está comprando milhares de aparelhos respiratórios e eles devem chegar ao país em meados de maio. No Sábado, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que Israel está usando todos os meios necessários para garantir equipamentos médicos para ajudar os pacientes durante a pandemia.

Ele acrescentou que todos os serviços de saúde do mundo enfrentam escassez devido à natureza rápida e inesperada do surto de COVID-19.