Crise de Alimentos em 2011? 14 Perturbadores Fatos Que Nos Fazem Pensar se a Próxima Escassez Global de Alimentos Já Começou

18/02/2011

The End of the American Dream
10 de fevereiro de 2011

Os preços dos alimentos estão subindo, o fornecimento está mais escasso e já temos visto alguns intensos protestos por alimentos irrompendo ao redor do globo este ano. Quando as pessoas não tem o suficiente para comer, elas tendem a ficar muito desesperadas, e infelizmente parece que a situação alimentar mundial não vai melhorar muito em breve. Agora mesmo o mundo está verdadeiramente lutando para alimentar-se, e a cada dia que passa existem mais bocas para suprir. É estimado que a população mundial chegará aos 9 bilhões de pessoas até o ano 2050. Já existem muitas pessoas morrendo de fome ao redor do globo, e infelizmente a fome só vai intensificar-se à medida que o fornecimento de alimentos ficar ainda mais escasso. Algumas das principais províncias produtoras de alimentos na China estão enfrentando sua pior seca em 200 anos. Inundações tem devastado completamente a produção agrícola na Austrália e no Brasil este inverno. A Rússia ainda está tentando recuperar-se da terrível seca do último verão. Os padrões climáticos globais ficaram confusos ao longo dos últimos 12 meses, e isso está colocando uma imensa pressão em um sistema de alimentação global, que já estava à beira de um colapso maior.

As reservas de alimentos em todo o mundo estão perturbadoramente baixas neste momento. Se uma grande fome mundial eclodir, nem mesmo os Estados Unidos seriam capazes de subsistir por muito tempo. O governo dos EUA deveria manter uma grande quantidade de alimentos armazenada em caso de uma emergência, mas isso não está acontecendo .

Agora mesmo uma disputa desesperada por comida está começando. Alguns poucos países que costumavam ser enormes exportadores de alimentos estão agora importando grande parte de sua comida. Os preços dos produtos básicos como trigo, milho e soja estão realmente subindo, e a ONU está projetando que eles continuarão a aumentar rapidamente ao longo de 2011.

A menos que algo mude dramaticamente, a situação alimentar mundial só vai ficar mais e mais apertada ao longo desta década.

Então, quem vai decidir quem será ou não alimentado ?

À medida que os preços dos alimentos continuam a subir, começaremos a ver mais manifestações por alimentos eclodindo em todo o mundo, assim como populações famintas exigindo respostas de seus governos?

O que vai acontecer se os padrões climáticos piorarem ainda mais ou se tivermos uma série de catástrofes naturais verdadeiramente severas?

O que vai acontecer se experimentarmos um colapso econômico global verdadeiramente severo?

Neste momento estas são apenas as “dores de parto”, mas se as coisas ficarem muito piores nós poderíamos estar olhando para uma terrível escassez de alimentos que vai sacudir o mundo.

A seguir estão 14 fatos que fazem você pensar se a próxima escassez global de alimentos já começou…

# 1 De acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA, as reservas de milho dos EUA cairão para o nível mais baixo em 15 anos até o final de 2011.

# 2 As Nações Unidas dizem que o preço mundial dos alimentos atingiu um novo recorde histórico no mês de janeiro.

# 3 O preço do milho dobrou nos últimos seis meses.

# 4 O preço do trigo praticamente dobrou desde meados de 2010.

# 5 De acordo com a Forbes , o preço da soja é de cerca de 50% desde junho do ano passado.

# 6 A ONU projeta que o preço mundial dos alimentos vai aumentar mais de 30 por cento até ao final de 2011.

# 7 Devido as inundações completamente sem precedentes, a colheita de trigo no inverno da Austrália foi completamente devastada.

# 8 Neste inverno, o Brasil foi atingido por uma das piores enchentes que a nação jamais viu. Isso dificultou substancialmente a produção de alimentos naquele país.

# 9 A Rússia, um dos maiores produtores de trigo no mundo inteiro, ainda está sentindo os efeitos das escaldante temperaturas do verão passado. Na verdade, a Rússia está atualmente importando trigo este inverno para sustentar seus rebanhos bovinos.

# 10 China está ocupada preparando-se para uma ” duradoura e severa seca “, que está projetada para ter um impacto enorme em várias províncias. Na verdade, a mídia estatal chinesa diz que a província oriental de Shandong está lidando com a pior seca já vista em 200 anos. As províncias que estão sendo afetadas por esta severa seca produzem cerca de dois terços do trigo na China. O pequeno vídeo a seguir é uma reportagem sobre a seca terrível que a China está passando agora ….

# 11 Parece que as importações chinesas de milho serão cerca de nove vezes maiores do que o Departamento de Agricultura dos EUA originalmente estimou para 2011.

# 12 Cerca de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo vão dormir famintas toda noite.

# 13 Em algum lugar do mundo alguém morre de fome a cada 3,6 segundos, e 75 por cento destes são crianças abaixo dos cinco anos de idade.

# 14 Como a comida tornou-se cada vez mais escassa no mundo, muitas empresas começaram a usar qualquer tipo de ” enchimento ” que possam imaginar em seu produtos ” alimentícios “. Por exemplo, o site Raw Story informa que algumas empresas na China estão atualmente produzindo ” arroz falso ” em massa, feito parcialmente de plástico. De acordo com um funcionário Associação de Restaurantes Chineses, comer três tigelas deste arroz falso é equivalente a consumir um saco plástico inteiro.

Rezemos para que este não seja o começo de uma grande crise alimentar global, porque a fome e a desnutrição são coisas terríveis.

Morrer de fome é um destino que ninguém deveria ter que passar.

Então, vamos esperar pelo melhor, mas vamos também nos preparar para encarar o pior.

 

 


Vacinas anti-HIV Provocam uma Taxa de 50 por cento de Falsos Positivos nos Testes de HIV

02/08/2010

http://www.infowars.com/hiv-vaccines-cause-50-percent-false-positive-rate-in-hiv-tests/

Mike Adams
Natural News
20 de Julho de 2010

Isto pode ser uma grande surpresa para a maioria das pessoas, mas os testes de HIV ministrados às pessoas hoje, na verdade não testam a presença do vírus HIV. Pelo contrário, eles testam a presença de anticorpos HIV que o sistema imunológico cria para se defender contra o HIV. E só porque você possui anticorpos HIV não significa que você efetivamente é portador do HIV. Em algumas circunstâncias, até 50 por cento dos HIV positivos são falsos, causando um estrago nas vidas daqueles pacientes que são falsamente acusado de serem “ HIV positivo ”.

Este fato alarmante foi revelado em um estudo recente está sendo publicado na edição de 21 de julho do Jornal da Associação Médica Americana. Isso mostra que os pacientes que são recrutados para testes de vacinas HIV muitas vezes acabam acusando positivo para HIV, embora eles só fossem expostos à vacina, não ao vírus.

Quase metade das pessoas HIV-negativas que participam dos testes clínicos de vacinas anti-HIV acabam acusando positivo em exames de rotina para HIV – apesar de não estarem de fato infectadas ”, relata a US News & World Report.

Algumas vacinas produziram uma taxa de falsos positivos de mais de 86 por cento.

Testes de HIV carecem de credibilidade

O que este novo estudo demonstra claramente é a total falta de credibilidade científica dos testes de HIV comuns. Ele também demonstra os perigos de se vacinar contra o HIV, porque o simples ato de receber uma vacina anti-HIV pode acusar positivo no teste para HIV, o que por sua vez, pode ter muitas graves repercussões na sua vida:

Você pode ser recusado em empregos, porque os testes mostram que você é “ HIV positivo ”.

Você pode ter negada a cobertura do seguro-saúde ou ser cobrado significativamente mais do que outros para a mesma cobertura.

Você pode ter negada residência em outros países, já que muitos países exigem testes de HIV para uma possível nova residência.

Você pode ser falsamente acusado de ter AIDS pelas autoridades de saúde que arquivam seus registros médicos e usam contra você.

Você pode ser preso e enviado para a prisão, acusado de tentativa de homicídio, por dormir com alguém e não dizer que você era HIV positivo (mesmo que você não tenha AIDS).

Você pode ter negada a oportunidade de atuar em certas profissões ou atividades ( tais como eventos esportivos ).

Você pode ser estigmatizado socialmente e considerado como um portador de AIDS.

Você pode ser evitado por parceiros sexuais ou um cônjuge.

Tudo isso poderia acontecer com você se você receber uma vacina contra o HIV – mesmo se você não for portador do vírus HIV!

Por que vacinas contra o HIV e a Aids são medicamente desnecessárias

Nós já demonstramos aqui na Natural News que vacinas contra o HIV / AIDS são medicamente desnecessárias. Um sistema imunológico saudável pode repelir o HIV da mesma forma que repele o vírus do resfriado. Mas não fiquem apenas com a minha palavra; ouçam as palavras do Dr. Luc Montagnier, o virologista ganhador do prêmio Nobel, ao qual foi creditado a co-descoberta do HIV. Ele diz:

Nós podemos ser expostos ao HIV várias vezes sem sermos… infectados. Nosso sistema imunológico cria [anticorpos] dentro de algumas semanas, se você tiver um bom sistema imunológico”.
( http://naturalnews.com/027355_AIDS_… )

Seu próprio corpo, em outras palavras, pode se proteger da exposição ao HIV com a mesma tecnologia que usa para salvar a sua vida da gripe todos os anos: o seu sistema imunológico.

Vacinas contra o HIV então, são completamente desnecessárias. As vacinas são o modo das Big Pharmas¹ de venderem algo que você não precisa, tentando convencê-lo de que você poderia morrer sem aquilo. E quando se trata da AIDS, as Big Pharmas tem feito um ótimo trabalho, alarmando as pessoas para buscarem todos os tipos de tratamentos desnecessários que só prejudicam a sua saúde a longo prazo.

Desta forma, a indústria da AIDS é muito parecida com a indústria do câncer de mama … ou com a indústria do câncer de próstata: A maioria do que empurram para as pessoas é injustificado medicamente, não comprovado cientificamente e na realidade prejudicam as pessoas mais do que ajudam. Mas é ótimo para gerar mais lucros para as Big Pharmas.

E esse é o ponto de tudo isso. A AIDS é apenas outra fonte de lucros para a indústria farmacêutica, e se suas vacinas realmente fazem com que o seu teste acuse positivo para HIV, é ainda melhor para seus lucros, pois uma porcentagem das pessoas diagnosticadas positivas provavelmente vão usar drogas retrovirais para tratarem o HIV, e essas drogas são fontes maciças de lucros para as Big Pharmas.

Medicina ocidental provoca a doença em vez de curá-la

Veja, o que agora é realmente fascinante, é que a indústria da AIDS demonstra mais uma vez como a indústria médica provoca as mesmas doenças que afirma estar tratando. Mamografias – que alegam “detectarem” o câncer de mama – na verdade causam câncer de mama. Então, se você fizer mamografias suficientes, finalmente você vai desenvolver câncer de mama e necessitar de caros tratamentos contra o câncer.

A indústria da AIDS agora funciona muito da mesma forma: Se você receber uma vacina contra o HIV, a possibilidade é que depois seu teste acusará positivo para portador de HIV, e você se tornará um “ paciente de AIDS ”, que gasta todos recursos de sua vida em medicamentos desnecessários e outros tratamentos custosos para uma doença que você nem mesmo tem!

A indústria psiquiátrica funciona também da mesma maneira: na verdade inventa doenças fictícias como “transtorno desafiador opositivo” (que significa divergência com a autoridade) e em seguida, tenta colocar crianças e adultos em “ tratamento ” para a doença com drogas psicotrópicas de alteração de consciência.

Quanto mais você olha para as indústrias de medicamentos e vacinas, mais você percebe que o negócio todo é cheio de absurdos. Suas vacinas não funcionam, seus testes produzem falsos positivos e seus medicamentos podem matá-lo.

É por isso que é muito mais fácil cuidar apenas da sua própria saúde, construir um sistema imunológico saudável, evitar exposição a produtos químicos tóxicos e deixar o milagroso sistema imunológico do seu corpo fazer o trabalho por você.

Veja este videoclipe de cair o queixo sobre a fraude AIDS

Você ainda acha que um diagnóstico de AIDS é confiável? Você sabia que uma enorme percentagem de pessoas que são diagnosticadas com AIDS nunca foram testadas para o HIV ?

Veja este assombroso novo videoclipe da House of Numbers para saber o resto da história: http://naturalnews.tv/v.asp?v=0B547 …

Veja mais clipes ou compre o DVD deste extraordinário documentário em www.HouseOfNumbers.com

Fontes para este artigo incluem:
http://health.usnews.com/health-new …

¹ As maiores empresas farmacêuticas


O “Dever de Morrer” ?

20/05/2010

http://jewishworldreview.com/cols/sowell051110.php3            

Por Thomas Sowell        

Uma das muitas idéias modernas que pegaram entre alguns dos intelectuais é a de que os idosos têm ” o dever de morrer “, em vez de se tornarem um fardo para os outros.

Isso é mais do que apenas uma idéia discutida em torno de uma mesa de seminário. O sistema de saúde estatal da Grã-Bretanha já está restringindo quais medicamentos ou tratamentos que serão autorizados para os idosos. Aliás, é quase certo que tentativas parecidas de contenção de despesas conduzam a políticas semelhantes quando o sistema de saúde americano for retomado pelo governo.

Não se enganem sobre isso, deixar as pessoas de idade morrerem é muito mais barato do que gastar a quantidade de dinheiro necessária para mantê-las vivos e bem. Se um sistema de saúde estatal vai economizar uma grande quantia em dinheiro, é quase certo de fazê-lo sacrificando as pessoas idosas.

Houve um tempo – felizmente, há muito passado – quando algumas sociedades desesperadamente pobres tinham que abandonar os idosos à sua sorte, porque não havia o bastante para todos sobreviverem. Às vezes, os próprios idosos simplesmente abandonavam suas famílias e comunidades para enfrentar o seu destino sozinho.

Mas é neste lugar onde hoje nos encontramos?

Falar sobre ” o dever de morrer “, me trouxe de volta a minha infância no sul, durante a Grande Depressão dos anos 30. Um dia, fui informado de que uma senhora idosa, – um parente nosso – viria para ficar conosco por um tempo, e fui informado de como ser educado e atencioso para com ela.

Ela era chamada ” Tia Nance Ann “, mas eu não sei qual era seu nome verídico ou qual era seu real grau de parentesco conosco. Tia Nance Ann não tinha casa própria. Mas ela deslocava-se entre um e outro parente, não ficando muito tempo em uma casa para ser considerada um autêntico fardo.

Naquela época, não tínhamos coisas como a eletricidade ou aquecimento central, ou água quente encanada. Mas nós tínhamos um teto sobre nossas cabeças e comida na mesa – e Tia Nance Ann foi acolhida com ambas.

Pobres como nós éramos, eu nunca ouvi alguém dizer, ou mesmo insinuar, que a Tia Nance Ann tinha ” o dever de morrer “.

Eu só comecei a ouvir esse tipo de conversa décadas depois, de pessoas altamente educadas em uma época abundante, quando mesmo a maioria das famílias vivendo abaixo do nível oficial de pobreza possuem um carro ou camionete e tem ar condicionado.

É hoje, em uma época que casas tem TVs de tela plana, e a maioria das famílias comem em restaurantes regularmente ou tem pizzas e outras refeições entregues em suas casas, que as elites – ao invés das massas -, começaram a falar sobre ” o dever de morrer “.

Voltando aos dias da Tia Nance Ann, ninguém em nossa família tinha ido para a faculdade. Na verdade, ninguém tinha ido além do ensino fundamental. Aparentemente você precisa gastar muito em educação, às vezes incluindo cursos sobre ética, antes de começar a falar sobre ” o dever de morrer “.

Muitos anos depois, enquanto passava por um divórcio, eu disse a uma amiga que estava considerando lutar pela guarda da criança. Ela imediatamente argumentou comigo para não fazer isso. Por quê? Porque criar um filho iria interferir na minha carreira.

Mas meu filho não tinha uma carreira. Ele era apenas uma criança que precisava de alguém que o entendesse. Acabei ficando com a guarda do meu filho, e embora ele não fosse uma criança exigente, criá-lo não ajudaria na minha carreira, dificultando-a um pouco. Mas você simplesmente abandona uma criança quando for incômodo para criá-la?

A senhora que me deu este conselho tinha um diploma da Harvard Law School. Ela teve mais anos de estudo do que toda a minha família tinha, nos dias da Tia Nance Ann.

Muito do que é ensinado em nossas escolas e faculdades hoje procura derrubar os valores tradicionais, e substituí-los por conceitos mais modernos e extravagantes, dentre os quais ” o dever de morrer ” é apenas um.

Estes esforços em mudar os valores costumavam ser chamados de ” esclarecimento de valores “, embora o nome tivesse que ser alterado repetidamente ao longo dos anos, a medida que mais e mais pais compreendiam o que estava acontecendo e desaprovavam. Os valores que supostamente precisavam de ” esclarecimento ” foram claros o bastante para durar por gerações e ninguém pediu as escolas e faculdades por esse ” esclarecimento “.

Nem tampouco somos pessoas melhores por causa disso.


Governo quer o direito de deter pessoas doentes

04/12/2009

http://www.news.com.au/adelaidenow/story/0,22606,26375106-2682,00.html

JILL PENGELLEY  Artigo de: O publicitário

20 de novembro de 2009 12:01

As autoridades de saúde querem o poder de deter pessoas por até três meses, se elas recusarem testes ou tratamento de doenças infecciosas.

Nos termos do projeto de lei proposto pelo governo do estado, alguém com gripe suína, sarampo ou doença meningocócica poderia ser detido à força, examinado e tratado.

Este é um de vários amplos poderes solicitados para proteger o povo.

O Projeto de Saúde Pública também iria, pela primeira vez, dar as autoridades o poder de se sobrepor aos pais que recusarem tratamento para os seus filhos com doenças infecciosas.

Outras doenças que podem ser controladas incluiriam AIDS, poliomielite, raiva, salmonela e cólera.

A execução das penas mais duras viria junto a um aumento considerável das multas – de $ 60.000 até $ 1 milhão e 10 anos de cadeia – e corresponderiam a quaisquer riscos graves causados a saúde pública. Kevin Buckett ,diretor do Departamento de Saúde Pública de South Australia¹, disse que a nova legislação daria as autoridades mais poderes para agir mais rapidamente.

” Não há local na Terra que esteja há mais de 36 horas de outro e onde as pessoas estão, os micróbios podem estar “, ele disse ontem.

” Temos que ter uma legislação que nos possibilite dar uma resposta neste período de tempo. ”

” A nossa idéia seria tirar estas pessoas de circulação para onde não possam infectar outras.” Dr Buckett disse que haveriam muitas razões para que as pessoas recusassem tratamento, incluindo questões de saúde mental, limitações de idioma e até mesmo conduta mal intencionada.

Doenças não-transmissíveis, como câncer e diabetes, também poderiam ser incluídas, permitindo ao Governo a introdução de regras de conduta para determinadas indústrias ou para a comunidade. O porta-voz de saúde da oposição, Duncan McFetridge, disse que ele apoiou mais poderes para proteger o público de doenças infecciosas, mas temeu partes do projeto – a serem debatidas no próximo ano – que permitiria ao Governo controlar pessoas com doenças crônicas.

” Isto está no limite da lei de um Estado-Babá ² “, disse ele. ” É compreensível, mas quão longe nós iremos ? ”

O presidente da Australian Medical Association do estado, Andrew Lavender, disse que recebeu bem a maioria das transformações, como importantes para proteger o povo.

¹ South Australian é um estado da Austrália.

² Nanny-state. Tradução literal que tem o significado de um governo que trata o cidadão como criança, tomando todas as decisões por ele.


Pentágono: 1/3 da Juventude Americana é Gorda ou Doente Para Servir ao Exército, a Maioria Restante é Muito Estúpida ou Usou Drogas Demais

09/11/2009

 cryptogon.com
Quinta-Feira, 5 de novembro de 2009

Oh, bem, eles não estão tão gordos e doentes para irem para as prisões particulares.E isto certamente resultará em ainda mais financiamentos para os robôs exterminadores. Boa notícia para os criminosos que comandam o espetáculo.

Via: USA TODAY:

Mais de um terço dos jovens americanos em idade militar estão inaptos para o serviço, principalmente porque estão muito gordos ou doentes,reporta o Army Times, citando os últimos dados do Pentágono.

A maioria restante é muito estúpida ou usou drogas demais para se qualificar, indica o estudo.

O relatório diz que 35% dos 31 milhões de americanos entre 17 e 24 estão inaptos por causa de problemas físicos e médicos.

“O principal componente disso é a obesidade”, Curt Gilroy, diretor do Pentágono de adesões, diz ao Times.”Temos uma crise de obesidade no país. Não há dúvidas sobre isso. ”

Ele também disse que os jovens, em geral, não conseguem fazer flexões.

“E eles não conseguem fazer polichinelos”, disse Gilroy.” E eles não conseguem correr.”

O Times diz que o Pentágono obtém seus dados do Centro de Controle de Doenças, que constatou que a percentagem de jovens entre 18-34 que são considerados obesos saltou de 6% em 1987 para 23% recentemente.

Aqui está a seleção do Pentágono da população inaceitável, de acordo com o Times:

* Problemas físicos/médicos, 35%.
* Uso de drogas ilegais, 18%.
* Categoria Mental V (10% mais pobres da população), 9%.
* Muitos dependentes menores de 18 anos, 6%.
* Registro criminal, 5%.

Atualizado às 13:06. O Times relata que o Secretário de Educação Arne Duncan e um grupo de oficiais militares aposentados irão emitir um relatório na Quinta avisando que a situação é tão terrível que trata-se de uma ameaça à segurança nacional.

Esse estudo mostrará que, quando todos os fatores são considerados, 75% dos jovens em idade militar, não estão aptos para servir ao exército.


Reações Sérias à Vacina Serão Agora Chamadas de “Coincidência”?

23/10/2009

Dr. Mercola

Mercola.com

Terça-feira, 20 outubro, 2009

Todos os dias os americanos acordam com notícias que nos advertem sobre os perigos da gripe, especialmente a nova “gripe suína” H1N1.

Mas a gripe suína é branda para a maioria das pessoas e o vírus não está evoluindo para uma forma mais perigosa.

Milhões de pessoas em todo o mundo tem recuperado-se da gripe suína, e outros milhões irão ficar doentes com febre, dores no corpo, congestão nasal, tosse e às vezes diarréia e vômitos e irão recuperar-se neste e no próximo ano, sem quaisquer complicações.

Não obstante, a vacinação em larga escala está sendo incentivada – apesar das vacinas contra a gripe terem sido testadas apenas em alguns milhares de americanos saudáveis por algumas semanas.Há pouca ou nenhuma informação sobre o quanto a vacina é segura para mulheres grávidas e doentes crônicos ou crianças deficientes.

Se você ou seu filho forem prejudicados por tomarem a vacina contra a gripe suína, você está por sua conta.O congresso tem protegido os fabricantes e qualquer pessoa que aplique as vacinas, de ações judiciais caso pessoas fiquem doentes.

Não há financiamento do governo para nenhum programa de indenização por danos causados pela vacina contra a gripe suína.

NÃO deixe um médico ou ninguém lhe dizer que um grave problema de saúde que você, ou seu filho sintam após a vacinação é uma coincidência, nem permitam que mais doses sejam administradas até que você saiba com certeza o que tem.

Os casos mais trágicos da lesão por vacina ocorrem quando os sintomas da reação à vacina são descartados como uma “coincidência” e mais vacinas são aplicadas resultando em sintomas mais graves – e por vezes terminam com danos permanentes ao cérebro e sistema imunológico ou morte.

Mas enquanto os americanos ainda debatem se arregaçam as mangas para uma dose da vacina da gripe suína, as empresas já descobriram: as vacinas são boas para os negócios.

As empresas farmacêuticas venderam dose de vacinas contra a gripe suína no valor de U$ 1,5 bilhões, somados a U$1 bilhão para a gripe sazonal reservados no início deste ano. Estas inoculações são parte de um amplo mercado global de vacinas de 20 bilhões de dólares em contínuo crescimento.

“O mercado de vacinas está bombando“, diz Bruce Carlson, porta-voz da empresa de pesquisa de mercado Kalorama, que publica uma pesquisa anual sobre a indústria de vacinas. “É uma enorme área em crescimento para produtos farmacêuticos no momento em que outras áreas não estão indo tão bem”, diz ele, lembrando que a demanda para remédios de sucesso mais tradicionais, como Lipitor e Nexium diminuiu.

Como sempre em pandemias de gripe, os contribuintes estão pagando o cheque de US $ 1,5 bilhão para os 250 milhões de vacinas contra a gripe suína que o governo encomendou até agora e estará distribuindo gratuitamente, aos médicos, farmácias e escolas.Além disso, o Congresso reservou mais de US $ 10 bilhões este ano para pesquisar o vírus da gripe, monitorar o progresso do H1N1 e educar o público sobre prevenção.

As farmacêuticas embolsam a maior parte das receitas das vendas de gripe, com a Sanofi-Pasteur, Glaxo Smith Kline e Novartis monopolizando a maioria do mercado.

Mas alguns dizem que não são apenas as farmacêuticas que se beneficiam. Médicos recebendo pagamento por visitas especiais a escritórios para aplicarem doses, e tem havido afirmações de que esses médicos de fato tem obtido lucros generosos com essas vacinas.

 


Enfermeiras De Nova Iorque Processam O Estado Por Vacinações Forçadas

15/10/2009

http://www.prisonplanet.com/new-york-nurses-suing-state-over-forced-vaccinations.html

New York Nurses Suing State Over Forced Vaccinations 131009featureElas dizem que funcionários adoeceram mais por causa das vacinas do que da própria gripe

Steve Watson
Infowars.net
Terça-feira 13 outubro de 2009

Um grupo de enfermeiras está processando o estado de Nova Iorque pelas vacinações H1N1 obrigatórias , afirmando que a ameaça de serem demitidas por recusarem é uma violação dos seus direitos civis.

As enfermeiras, residentes no Albany Medical Center, dizem ter sido informadas de que terão de cumprir uma semana de suspensão sem remuneração, seguido de expulsão caso elas não recebam as vacinas H1N1 e a da gripe sazonal até o final de Outubro.

O decreto do estado de Nova Iorque exige que todos os profissionais de saúde recebam a vacina até o final de Novembro.

As enfermeiras dizem não acreditar que as vacinas são tão eficazes quanto manter um bom nível de higiene na prevenção a gripe.

Afirmam ainda que os possíveis efeitos colaterais superam quaisquer benefícios, ressaltando o fato de que a vacina H1N1 foi apressada em seus testes e sua produção.

“Eu estou tendo mais funcionários que ficaram doentes após as vacinas contra a gripe este ano do que colaboradores que tiveram realmente a doença”, disse Lorna Patterson, uma das enfermeiras, ao News 10 wten em Albany.

“As pessoas estão agindo cegamente, sendo forçadas a fazer algo pelo governo, por razões que não estão claras, mas sobre a qual o cinismo pode não ser uma atitude inadequada a se tomar,” o advogado das enfermeiras Terry Kindlon acrescentou.

“Eu acho que nos faz lembrar da ajuda aos bancos do ano passado.” Kindlon afirmou.

“Esses profissionais de saúde estão sendo marcados para isto, e nós supostamente somos uma sociedade pensante e racional que lida com as coisas através do devido processo legal e de uma meticulosa reflexão.Isso não é o que [Nova Iorque] quer que eles façam aqui.Eles estão dizendo: ‘Vejam bem gente, tomem as vacinas ou em duas semanas, vocês estarão na rua. “Isso é criminoso.Isso é ridículo.Isso é insano. “

O sindicato diz que seu processo será protocolado na Suprema Corte de Nova York antes do final da semana.

Esta é a segunda ação judicial de alto perfil apresentada até agora pelos trabalhadores de saúde sobre a vacinação obrigatória.No início deste mês a Associação de Enfermeiras do Estado de Washington entrou com um processo federal contra a MultiCare Sistema Único de Saúde por instituir a política nos hospitais Bom Samaritano e Geral de Tacoma.

Enfermeiros de todo o país estão levantando-se contra a intimidação do governo para tomar a vacina, lembrando que a vacina não foi devidamente testada e contém mercúrio, esqualeno e outros aditivos perigosos.