Torres 5G e sistemas biométricos estão sendo instalados secretamente nas escolas durante o isolamento do coronavírus

23/04/2020

Quarta, 22 de Abril de 2020 porEthan Huff

https://www.naturalnews.com/2020-04-22-5g-biometrics-systems-covertly-installed-schools-coronavirus-lockdowns.html

Rorschabr
PlanetaPrisão
23 de Abril de 2020

(Natural News) Enquanto a maior parte das pessoas fica em casa pacientemente aguardando a liberação do isolamento do Wuhan coronavírus (COVID-19), continuam a surgir relatos de atividades potencialmente perversas ocorrendo na calada da noite enquanto quase ninguém está olhando.

Uma dessas atividades envolve a suposta instalação de torres 5G e sistemas de biometria em escolas públicas, assim como dentro e no topo de outras instalações governamentais. Visto que muitas instalações públicas estão temporariamente desativadas devido ao Wuhan coronavírus (COVID-19), agora é o momento perfeito para serem equipadas com tecnologias que, se os alunos e seus pais estivessem presentes diariamente, seriam muito mais difíceis de ocultar.

Em meados de março, o canal do YouTube “ Logic Before Authority ” publicou um vídeo detalhando uma mensagem supostamente recebida de um membro do conselho escolar local afirmando que os distritos escolares estão secretamente instalando equipamentos 5G em escolas públicas enquanto os estudantes permanecem em casa com seus pais por tempo indeterminado. E essa mesma fonte afirma que quem está coordenando essas instalações é o Departamento de Educação dos EUA.

Este vídeo está disponível para visualização abaixo:

Se os funcionários forem flagrados entrando e saindo de escolas públicas, essa mesma fonte diz que muitos deles são instruídos a dizer que estão presentes para fins de ” desinfecção “. Mas após uma análise mais detalhada isso não parece ser verdade, pelo menos não de acordo com imagens de vídeo de misteriosas vans brancas de 2 empresas estacionadas atrás de uma escola desconhecida.

 

Você pode assistir a este vídeo abaixo:

” Embora não vejamos o nome ou o local da escola, o vídeo mostra claramente vans de duas empresas – Systems Plus Wisconsin e North American Mechanical, Inc “, relata a Global Research (Canadá). “Ambas as empresas parecem estar sediadas em Madison, Wisconsin. “

Systems Plus Wisconsin desliga o telefone após ser questionada se suas vans tem relação com instalações de rede 5G

Quando a pessoa que filmou as vans brancas na escola decidiu entrar em contato com a empresa Systems Plus Wisconsin, que admitiu instalar sistemas de biométricos, a pessoa do outro lado da linha supostamente desligou quando questionada se havia alguma coisa acontecendo em relação ao 5G.

A palavra 5G praticamente virou um palavrão e algo que até mesmo as empresas que trabalham com a tecnologia não querem estar associadas devido ao estigma negativo vinculado a ela. Se você quiser saber mais sobre os perigos do 5G, confira o documentário 5G Apocalypse: The Extinction Event.

Desde que esses dois vídeos foram publicados, muitas outras mentes curiosas tem verificado suas escolas locais e observaram atividades semelhantes. Vans misteriosas instalando torres e antenas incomuns nas dependências da escola durante o isolamento são aparentemente mais freqüentes do que se pensava anteriormente, o que está provocando uma crescente reação pública.

Se você for um jornalista cidadão tenha coragem para ir verificar e informe o que está acontecendo nas mídias sociais, no YouTube e até mesmo diretamente aos conselhos escolares locais. Pressione onde for necessário e exija respostas, caso contrário esse tipo de atividade continuará inquestionável.

Nossa preocupação é que o 5G possa ser instalado sem nosso conhecimento enquanto estivermos enfrentando as consequências da pandemia do COVID-19, e que a instalação de sistemas biométricos possa fazer parte de uma agenda mais sinistra ”, informa a Global Research.

Fontes adicionais para este artigo incluem:

GlobalResearch.ca

YouTu.be

YouTu.be

NaturalNews.com

 


A Implantação do Estado Policial no Rio de Janeiro XVIII

01/11/2017

Quais as verdadeiras razões da Ocupação das Favelas ?

Parte 17 –

A EXTINÇÃO DA PM-RJ

Rorschachbr
PlanetaPrisão
01 de Novembro de 2017

A extinção da Polícia Militar do Rio de Janeiro é questão de tempo.
Não significa a anarquia total na área de segurança pois já estão em curso as mudanças para a substituição dos policiais por tropas federais.

A razão é principalmente de ordem econômica, essa corporação é um dos maiores ralos da verba do governo estadual. É claro que podemos relatar os vários recentes escândalos de corrupção e afirmar que existe dinheiro para a polícia. Mas também não se trata dessa perspectiva. Estou me referindo a inutilidade da corporação se analisarmos a crua realidade:

A POLÍCIA MILITAR DO RIO DE JANEIRO É UMA ENTIDADE QUE SERVE AO MAL

 

Continua…

 

 

 


EM BREVE – Novos artigos

31/08/2014

Eleições Sinistras, Pacificação Falsificada, Idiotizaçação em Massa, Tecnologia Onipresente…

Cada vez mais o Planeta está parecendo uma Prisão.

Preparem-se para receber novas informações.

Não é hora de calar.

 


Não Haverá Carnaval !

08/02/2013

Post de 2 anos atrás, embora permaneça atual.

Rorschachbr

03 de Fevereiro de 2011

– Não haverá Carnaval este ano – afirma a repórter no telejornal.

– Hein? Será que pegou fogo de novo? Ou essa repórter andou fumando? – Pensei logo.

– A onda de protestos se espalhou por toda a cidade.

– Protestos? Ela deve estar falando da Líbia, eu que entendi errado.

– É inacreditável. Milhares de pessoas nas ruas em pleno sábado de Carnaval mas não para comemorar, e sim protestando contra os governos estadual e municipal. Médicos, professores, bombeiros, bancários, rodoviários, e outros unidos mas sem os sindicatos.

Então num misto de perplexidade e êxtase fico sabendo do movimento iniciado na internet, por enquanto livre de controle, convocando as pessoas a uma mobilização sem precedentes. Com o slogan “ O que vamos comemorar? ” foi disseminado com grande ajuda das redes sociais um manifesto convocando as pessoas insatisfeitas com as atitudes dos governantes a renunciarem as comemorações este ano. Lembrando as muitas vítimas da tragédia na Região Serrana este ano, da qual nada mais se fala, e também do Morro do Bumba e de Angra dos Reis no ano passado, vários cidadãos anônimos questionaram a população se seria justo participar de um evento no qual são gastos dinheiro dos impostos pagos pelo contribuinte enquanto que serviços essenciais como hospitais, escolas, saneamento, etc… são péssimos. A velha desculpa de gerar renda para o trabalhador é ridícula, pois quem lucra mais é o próprio governo com sua máquina de fabricar multas, até para quem urinar nas ruas. Foi lembrado a gastança do Pan-Americano de 2007 e que não refletiu em nenhum benefício real para a população, a faraônica Cidade da Música, o recente show do cantor Roberto Carlos, entre outros escandalosos assaltos aos cofres públicos. Chegou-se a conclusão de que era hora de mostrar que o carioca não poderia ignorar a precária situação da cidade pois assim os governantes apareceriam bem na mídia, como sempre fazem nessa época, e nada mudaria de verdade. Foi estabelecido que deveria ser um protesto em que os serviços essenciais não deixariam de funcionar e as pessoas deveriam sair às ruas no máximo com cartazes e faixas, evitando o consumo de bebida alcólica para não ocorrer qualquer tipo de confusão. Que todos lembrassem das vítimas diárias do descaso das autoridades e rezassem por elas e seus familiares. Que não comprassem jornais nem assistissem televisão nestes dias. Que não ouvissem as músicas de seus artistas populares, uma cambada de puxa-sacos do governo com raras exceções. Que visitassem hospitais, presídios, orfanatos ou mesmo parentes. Enfim, que ignorassem completamente o clima de festa criado pelas autoridades com a cumplicidade da grande mídia para iludir o povo mantendo-o na passividade e resignação, que tanto interessa aos governantes. Pura Utopia. No Rio de Janeiro então…

É engraçado ver a cara da repórter. Milhares de pessoas nas ruas. Nenhuma confusão. Não há como fazer o drama que ela está acostumada. Não há como culpar ninguém. Não foi difícil convencer os integrantes das escolas de samba. Afinal a maioria mora em favelas. Sabem que não existem para as autoridades. É claro que houve quem não aceitasse. O trabalho de um ano inteiro, disseram alguns. Tudo bem, ninguém foi forçado a nada. Na verdade foram constrangidos pelos seus próprios companheiros.

Como desfilar com pouquíssimos componentes? Desistiram. A televisão ainda tentou entrevistar as pessoas, na esperança de conseguir um depoimento emocionado de alguém lamentando a festa que não vai mais acontecer. O tiro saiu pela culatra. A felicidade era visível no rosto das pessoas:

– Não acho justo gastar esse montão de dinheiro, ainda tem muita gente desabrigada pelas chuvas.

– Acho que seria melhor investir na educação, não vamos esquecer que o Rio está em penúltimo.

– Se as pessoas não beberem não teremos tantas confusões como sempre acontece.

– É chegada a hora do Rio acordar, temos outras prioridades.

Na Zona Sul ainda houve algumas tentativas de alguns blocos de rua sairem, mas apenas os gringos estavam animados, e muitos músicos não compareceram. No resto da cidade o clima era de confraternização. A polícia não estava tendo nenhum trabalho, não havia confusão. Nunca senti uma vontade tão grande de ir para a rua. Normalmente nessa época prefiro ficar em casa para evitar os tumultos, mas eu estava emocionado, com lágrimas nos olhos. O povo acordou, os corruptos devem estar tremendo de medo.

– Amor !!

Sim, o amor de verdade estava nas ruas, não aquela falsa e temporária felicidade do carnaval.

– Amor !!

Sim, esse amor me fez voltar a ter esperança de que é possível o Rio de Janeiro dar a volta por cima.

– Amor, Acorda !!  Você passou da hora!!

Levantei no susto e percebi que era minha esposa gritando comigo.

– Mas, cadê o povo que estava nas ruas?

– Hoje ainda é sexta amor, o carnaval só começa pra valer amanhã. Por que você está chorando? Estava sonhando com algo ruim?

– Na verdade eu estava sonhando com algo muito bom. Muito bom para ser verdade…


Inacreditável Coincidência ou Aviso?

01/06/2011

Rorschachbr
PlanetaPrisão
Quarta, 1 de Junho de 2011

O desenho Kung Fu Panda 2 vai estrear em junho. Até aí nada demais, curioso foi que eu vi esse cartaz em janeiro. Na época eu achei estranho, afinal faltavam cerca de 5 meses para a estréia. Os fatos ocorridos desde então fizeram-me depois lembrar desse pôster. Ele diz para nos prepararmos para o ano do inacreditável. E de fato, não está sendo um ano totalmente atípico, principalmente para o Brasil e o Rio de Janeiro? Será este o ano da queda dos EUA e ascensão da China? E você, acredita em coincidências?


Não Haverá Carnaval !

02/03/2011

Rorschachbr

03 de Fevereiro de 2011

– Não haverá Carnaval este ano – afirma a repórter no telejornal.

– Hein? Será que pegou fogo de novo? Ou essa repórter andou fumando? – Pensei logo.

– A onda de protestos se espalhou por toda a cidade.

– Protestos? Ela deve estar falando da Líbia, eu que entendi errado.

– É inacreditável. Milhares de pessoas nas ruas em pleno sábado de Carnaval mas não para comemorar, e sim protestando contra os governos estadual e municipal. Médicos, professores, bombeiros, bancários, rodoviários, e outros unidos mas sem os sindicatos.

Então num misto de perplexidade e êxtase fico sabendo do movimento iniciado na internet, por enquanto livre de controle, convocando as pessoas a uma mobilização sem precedentes. Com o slogan “ O que vamos comemorar? ” foi disseminado com grande ajuda das redes sociais um manifesto convocando as pessoas insatisfeitas com as atitudes dos governantes a renunciarem as comemorações este ano. Lembrando as muitas vítimas da tragédia na Região Serrana este ano, da qual nada mais se fala, e também do Morro do Bumba e de Angra dos Reis no ano passado, vários cidadãos anônimos questionaram a população se seria justo participar de um evento no qual são gastos dinheiro dos impostos pagos pelo contribuinte enquanto que serviços essenciais como hospitais, escolas, saneamento, etc… são péssimos. A velha desculpa de gerar renda para o trabalhador é ridícula, pois quem lucra mais é o próprio governo com sua máquina de fabricar multas, até para quem urinar nas ruas. Foi lembrado a gastança do Pan-Americano de 2007 e que não refletiu em nenhum benefício real para a população, a faraônica Cidade da Música, o recente show do cantor Roberto Carlos, entre outros escandalosos assaltos aos cofres públicos. Chegou-se a conclusão de que era hora de mostrar que o carioca não poderia ignorar a precária situação da cidade pois assim os governantes apareceriam bem na mídia, como sempre fazem nessa época, e nada mudaria de verdade. Foi estabelecido que deveria ser um protesto em que os serviços essenciais não deixariam de funcionar e as pessoas deveriam sair às ruas no máximo com cartazes e faixas, evitando o consumo de bebida alcólica para não ocorrer qualquer tipo de confusão. Que todos lembrassem das vítimas diárias do descaso das autoridades e rezassem por elas e seus familiares. Que não comprassem jornais nem assistissem televisão nestes dias. Que não ouvissem as músicas de seus artistas populares, uma cambada de puxa-sacos do governo com raras exceções. Que visitassem hospitais, presídios, orfanatos ou mesmo parentes. Enfim, que ignorassem completamente o clima de festa criado pelas autoridades com a cumplicidade da grande mídia para iludir o povo mantendo-o na passividade e resignação, que tanto interessa aos governantes. Pura Utopia. No Rio de Janeiro então…

É engraçado ver a cara da repórter. Milhares de pessoas nas ruas. Nenhuma confusão. Não há como fazer o drama que ela está acostumada. Não há como culpar ninguém. Não foi difícil convencer os integrantes das escolas de samba. Afinal a maioria mora em favelas. Sabem que não existem para as autoridades. É claro que houve quem não aceitasse. O trabalho de um ano inteiro, disseram alguns. Tudo bem, ninguém foi forçado a nada. Na verdade foram constrangidos pelos seus próprios companheiros.

Como desfilar com pouquíssimos componentes? Desistiram. A televisão ainda tentou entrevistar as pessoas, na esperança de conseguir um depoimento emocionado de alguém lamentando a festa que não vai mais acontecer. O tiro saiu pela culatra. A felicidade era visível no rosto das pessoas:

– Não acho justo gastar esse montão de dinheiro, ainda tem muita gente desabrigada pelas chuvas.

– Acho que seria melhor investir na educação, não vamos esquecer que o Rio está em penúltimo.

– Se as pessoas não beberem não teremos tantas confusões como sempre acontece.

– É chegada a hora do Rio acordar, temos outras prioridades.

Na Zona Sul ainda houve algumas tentativas de alguns blocos de rua sairem, mas apenas os gringos estavam animados, e muitos músicos não compareceram. No resto da cidade o clima era de confraternização. A polícia não estava tendo nenhum trabalho, não havia confusão. Nunca senti uma vontade tão grande de ir para a rua. Normalmente nessa época prefiro ficar em casa para evitar os tumultos, mas eu estava emocionado, com lágrimas nos olhos. O povo acordou, os corruptos devem estar tremendo de medo.

– Amor !!

Sim, o amor de verdade estava nas ruas, não aquela falsa e temporária felicidade do carnaval.

– Amor !!

Sim, esse amor me fez voltar a ter esperança de que é possível o Rio de Janeiro dar a volta por cima.

– Amor, Acorda !!  Você passou da hora!!

Levantei no susto e percebi que era minha esposa gritando comigo.

– Mas, cadê o povo que estava nas ruas?

– Hoje ainda é sexta amor, o carnaval só começa pra valer amanhã. Por que você está chorando? Estava sonhando com algo ruim?

– Na verdade eu estava sonhando com algo muito bom. Muito bom para ser verdade…

 


Planeta Prisão : 1 ano

28/05/2010

Por Rorschachbr

No dia 28 de maio de 2009 foi publicado o post de apresentação deste blog: Sejam Bem Vindos ao Planeta Prisão. Deixei bem claro que não confio na mídia oficial. Em seguida informei sobre a louca situação da Grã-Bretanha onde contrariar o “politicamente correto” pode dar cadeia, a privacidade na internet e no telefone vai acabar e policiais usam armas de choque antes de espancarem um suspeito. A gripe suína foi notícia no mundo e existe a possibilidade de ter sido um vazamento de algum laboratório de pesquisas. Nos EUA, foi cogitada a aplicação de lei marcial na cidade de Harrisburg, devido aos altos índices de violência. Na China o governo decretou a instalação de spywares nos computadores, mas o Reino Unido foi ainda mais longe: vai instalar câmeras nas residências. As urnas eletrônicas são facilmente manipuláveis, ao contrário da propaganda feita no Brasil, basta ter acesso um dia antes da eleição. Você viu o preparo da polícia nos EUA derrubando violentamente uma idosa de 84 anos que carregava uma perigosa arma: uma faca de cozinha. Os EUA estão a beira de um colapso, segundo o russo Igor Panarin, enquanto que o deputado Paul Broun afirma que os EUA estão se transformando em um estado totalitário. A culpa, segundo ambos, é de Barak Obama.

Voltando a gripe suína, o dr. Marc Girard afirmou na TV francesa que a vacina pode causar até 60.000 mortes, considerando a pior hipótese de 1 morte em cada 1000 e os planos de vacinar 60 milhões. Ainda afirmou que a vacina não está desenvolvida. Dan Rather, ex-âncora do jornal CBS Evening News, avisou da interferência das corporações nas notícias, influenciadas por interesses do governo.

Na Bahia, a notícia do jovem estudante de medicina estuprador de crianças só não me deixou mais chocado do que o tratamento que a imprensa deu ao caso: parecia que o monstro era a vítima. Os crimes contra a menina Isabela e o menino João Hélio tiveram repercussão internacional, já esse crime contra pelo menos 17 crianças não despertou o interesse da mídia, mesmo sendo 2 destas crianças irmãos deste monstro. O que existe por trás desta clara omissão? Se fosse o criminoso um padre ou pastor teria sido até capa de revista ou manchete de jornal, mas como é um jovem de classe média com tendências explicitamente homossexuais é tratado como coitadinho. IMPRENSA CORRUPTA DE MERDA !!

Durante a reunião do G20, em Pittsburgh nos EUA, vimos que a diretriz da polícia em relação a qualquer tipo de protesto é: PORRADA ! Tropas fortemente equipadas prendem, torturam e humilham cidadãos americanos. A guerra moderna tem agora um novo front: o ciberespaço. Mesmo não possuindo a mesma força de antes, a Microsoft ainda é odiada com a mesma intensidade: FSF convida Ongs para rejeitarem o Windows7. O Google agradece.

A indústria das vacinas está faturando. Mas as enfermeiras não gostaram da ameaça de serem demitidas caso não se vacinassem e resolveram processar o estado de Nova Iorque. Ainda mais quando graves reações à vacina foram chamadas de “coincidência”.

Os Tasers, armas que emitem choques elétricos, são chamados de armamento não-letal e vão ser adotadas também no Brasil, mas o próprio fabricante recomenda: Não disparem no peito!.Assim como aqui, nos EUA tem um pessoal que prefere não trabalhar e ficar vivendo de benefícios do governo. Caso entrem em um nova guerra, os EUA talvez tenham que terceirizar as tropas porque: 1/3 da juventude é gorda ou doente e o restante é muito estúpida ou usou drogas demais. Os afroamericanos podem ter aplaudido a eleição de Obama, mas parece que já não estão satisfeitos. Quem usa medicamentos controlados não corre risco de ser preso. Mas seriam mesmo a solução para suas doenças? Corajosos psiquiatras afirmam: remédios antidepressivos submetem as pessoas a uma “situação induzida por drogas”. Graças a um heróico hacker foram expostas as informações sobre uma campanha de desinformação em massa do IPCC. fraude do aquecimento global, escândalo que ficou conhecido como ClimateGate.