Polícia do Pensamento Fortalecida na Grã Bretanha

http://www.theaustralian.news.com.au/story/0,,25361297-7583,00.html

Hal GP Colebatch | April 21, 2009

A Grã Bretanha parece estar se transformando no primeiro estado totalitário suave moderno. Como um outrora professor de ciência política e de direito internacional, eu não uso o termo totalitário dissolutamente.

Não há campos de concentração ou gulags, mas há uma polícia do pensamento com poderes nunca vistos para impor uma maneira de pensar e farejar qualquer heresia, podendo haver penas severas para os que discordarem.

Nikolai Bukharin alegou que uma das tarefas principais da Revolução Bolchevique era “a alterar a psicologia das pessoas reais”. A Grã-Bretanha não é bolchevique, mas uma campanha para alterar a psicologia do povo e criar um novo Homo britannicus está em curso, sem sequer uma folha de figueira para disfarçar.

O Governo está avançando com uma legislação que incrimina piadas politicamente incorretas, com uma pena máxima de até sete anos de prisão. A Câmara dos Lordes tentou inserir uma emenda de livre expressão, mas a Secretária de Justiça Jack Straw derrubou-a. Foi Straw que previamente conclamou uma redefinição do idioma inglês e insinuou que a “bagagem mundial do império” estava ligada a violência no futebol por “machos brancos racistas e xenófobos”.Ela alegou que a ” propensão para a violência ” dos ingleses foi usada para subjugar Irlanda, Escócia e País de Gales, e que os ingleses como povo eram ” potencialmente muito agressivos “.

Nos últimos 10 anos tenho recolhido relatos de muitos casos de punições draconianas, incluindo a detenção e perseguição penal de crianças, para crimes de pensamento e delitos contra o politicamente correto.

O presidente e colunista do Countryside Restoration Trust Robin Page disse em um comício contra as leis anti-caça do Governo em Gloucestershire, em 2002: “Se você é um negro, vegetariano , muçulmano , desabrigado, caminhoneiro, lésbica ou perneta, eu quero os mesmos direitos que você. ” Page foi detido, e após quatro meses, ele recebeu uma carta dizendo que nenhuma acusação pesaria sobre ele, mas que: “Se novas provas que comprovem o seu envolvimento chegarem, solicitaremos abertura de um processo.” Ele levou cinco anos para limpar seu nome.

Page foi, pelo menos, um adulto. Em Setembro de 2006, uma estudante de 14 anos, Codie Stott, perguntou a um professor se podia sentar com outro grupo para fazer um projeto de ciências já que as meninas junto a ela falavam somente Urdu. A primeira resposta do professor, segundo Stott, foi gritar com ela: “Isto é racismo, você vai se ver com a polícia!” Perturbada e assustada, a estudante saiu para se acalmar. A professora chamou a polícia e alguns dias mais tarde, provavelmente após a burocracia oficial ter pensado sobre o assunto, ela foi presa e levada para uma delegacia, onde foram tiradas impressões digitais e fotografias. Segundo a mãe, ela foi colocada em uma cela nua por 3 horas e meia. Ela foi interrogada por suspeita de cometer uma ofensa pública de ordem racial e depois libertada sem acusação.A escola informou estar averiguando que medida tomará, e não contra o professor, mas contra Stott. O diretor Anthony Edkins declaradamente disse: “Uma declaração de caráter grave foi feita observando uma motivação racista. O nosso objetivo é garantir uma atitude tolerante e solidária para com os alunos de todas as etnias e não compactuar com nenhuma forma de racismo.”

Uma criança de 10 anos foi presa e levada perante um juiz, por ter supostamente chamado um menino de 11 anos “Paki” e “Bin Laden” durante uma discussão no recreio em uma escola primária (o outro menino tinha sido chamado de furão e Teletubie).Quando ela chegou ao tribunal o caso tinha custado aos contribuintes 25.000 libras. O acusado estava tão aflito que ele tinha parado de freqüentar a escola. O juiz, Jonathan Finestein, disse: “Será que realmente chegou o estágio em que estamos perseguindo meninos de 10 anos de idade, por causa do politicamente correto? Existem crimes maiores lá fora, e a polícia não se preocupa em perseguir. Isto é um disparate.”

Finestein foi ferozmente atacado por dirigentes sindicais, como nos tribunais da inquisição em que qualquer um que falasse em defesa de um réu ou apontasse defeitos na acusação eram imediatamente apontado como feiticeiros e candidatos para serem queimados.

A polícia de crimes de ódio investigou Basil Brush, um fantoche de raposa da programação infantil, que tinha feito uma piada sobre ciganos. A BBC confessou que Brush tinha se comportado de maneira inadequada e garantiu a polícia que o episódio seria proibido.

Um bispo foi advertido pela polícia por não ter feito o suficiente para “celebrar a diversidade”,coisa que aparentemente agora virou uma função da polícia.Um lar cristão para sacerdotes e trabalhadores religiosos aposentados perdeu a concessão, por não revelar a olheiros oficiais quantos dos moradores eram homossexuais. O fato de nunca terem perguntado foi tomado como prova de homofobia.

Pais muçulmanos que se opuseram que fossem entregues as crianças pequenas livros defendendo a adoção e o casamento entre pessoas do mesmo sexo, em uma escola no ano passado, tiveram seus desejos respeitados e o material ofensivo foi retirado. Este ano, pais muçulmanos e cristãos em outra escola opondo-se ao mesmo material não só tiveram suas acusações ignoradas, mas foram ameaçados de repressão se retirassem seus filhos.

Tem havido inúmeros casos de pessoas nos últimos meses em escolas, hospitais e outras instituições perdendo seus empregos por causa de vários escrúpulos religiosos, frequentemente, como no Leste da Alemanha de outrora, muitos não gritaram fanaticamente nos telhados, mas foram traídos em conversas privadas e delatados as autoridades. O crime de uma enfermeira foi oferecer uma oração a um paciente, que não reclamou, mas apenas mencionou o assunto para outra enfermeira. Uma recepcionista de escola primária, Jennie Caim, cuja filha de cinco anos de idade foi repreendida por falar de Jesus em sala de aula enfrentou problemas por procurar o apoio de sua igreja. Uma mensagem particular sua para outros membros da igreja a pedindo orações caiu nas mãos das autoridades escolares.

Medidas permissivas, bem como draconianas, podem ser implantadas para destruir normas e valores socialmente estabelecidos. A Marinha Real, por exemplo, tem instalada uma capela satanista em um navio de guerra para acomodar as demandas dos membros da tripulação satanistas. “O que Nelson teria dito?” é um clichê da imprensa britânica sobre escândalos na marinha, mas neste caso, parece ser uma questão legítima. Material satânico também é fornecido à população carcerária caso precisem.

Esta campanha parece vir de organismos semi-governamentais ou que não foram eleitos controlando várias instituições, que de certa forma não prestam contas aos eleitores, mais do que se atuassem diretamente a partir do governo, embora o governo ajude a conduzi-los e passe a mão na cabeça deles de uma forma camuflada e inegável.

Qualquer um desses incidentes podem ser entendidos como uma aberração, mas em conjunto – e eu só mencionei alguns poucos; quase todos os dias são relatados mais casos – eles são acrescentados a um preocupante e nítido quadro.

Hal GP Colebatch Blair’s Britain’s foi escolhido como o livro do ano pela The Spectator em 1999.

6 respostas para Polícia do Pensamento Fortalecida na Grã Bretanha

  1. Marcos disse:

    Paz Rocha, Parabéns pelo blog espero que ele cresça muito ainda e possamos compartilhar novas informações.

    Seja bem vindo

    Paz e força.

  2. Helder Melo disse:

    A Grã-Bretânia está desse jeito? Logo o Brasil chega lá.
    O pior não são esses comissários – sejam do povo ou da dignidade humana – mas o covardes do meio. Os que se recusam a ver para não saírem da poltrona.

  3. jorge a calil disse:

    SE tenho filhos e respeito eles como pessoas o que o estado sabe mais do que eu que sera mehor pra o meu filho.
    o estado e as ongs que façacm filhos se forem capazes, e os crie como quiserem, penso se eu não quise meu filho a escola, ninguem deve obrigar-me.

    posso ensina-lhe muito melhor que ele saber teorma de pitagoras, e resolver polinomios
    os ingles estão em maus lençois

  4. anderson silva disse:

    É com grande satisfação que encontro mais um site que vai contra a maré politicamente-correta (esquerdopata e totalitária)que sufoca e debilita a vida de todos nós. É bom encontrar mais um “escudo e um broquel” no meio desse certame difícil de combater… Mas, continue nessa luta, sem trégua,pois a vitória virá, cedo ou tarde, na forma da justiça do próprio Deus.
    E diante da alegria insana e da malícia aplaudida dos dias que correm, mantemos nossa cabeça consciente e o coração contente.
    Um grande abraço,
    anderson silva

    • Erick Zirtênio disse:

      Por que querem colocar logo a culpa na esquerda? A Grã-Bretanha e capitalista liberal. Então não tem nada a ver com a esquerda. Inclusive, os iluminattis criaram a campanha de satanização da esquerda.

  5. CARLOS EDUARDO disse:

    Pensso logo sou obrigado, isso é a nossa infacia o medo logo é imposto nas musicas na culpa na religiao nao pode é pecado dos 0 aos 13 anos somos bombardiados depois viramos grandes couverdes contaminados nunca seramos os mesmo anarquia ja liberdade é lei matem DEUS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: